terça-feira, 25 de março de 2008

A Paixão de Cristo 2008 (Do processo a apresentação)

A Paixão de Cristo é para a maioria dos atores a primeira apresentação do ano e sou desses, este ano o espetáculo foi diferente sou um ator iniciante, tenho apenas três anos de teatro, e fizemos um espetáculo que sempre foi dito com uma produção, direção e até alguns dos atores do elenco que eram profissionais.
No começo do processo eu estava muito inseguro porque eu contracenava com uma cara tinha 27 anos de teatro, era formado na USP, e deu aula no Macunaíma e no recrearte que são grandes escolas profissionalizentes, eu paguei o papel de Anás que nem sabia que existia, não encontrei quase nada de informações sobre ele, antes da ultíma semana de ensaios.
Haviam atores que me ajudam sempre o Zé, que estava em cena do meu lado todo o tempo, que me dava conselhos, dicas, falava o que seria legal de eu colocar ou tirar, o Edinho que me ajudou muito no começo com todas as dificuldades que eu tive para pegar um personagewm cômico, o diretor disse que eu tinha uma pegada cômica tá bom que eu nunca acreditei, mas se ele disse tá dito.
O diretor o Teôtonio apostou altíssimo em mim e assim me sentia obriagado a não decepcionar, desde a primeira reunião que foi assim eu fui o único da cidade de Jandira que pegou um papel, depois com passar dos ensaios as pessoas iam dessistindo e sendo substituidas, então minha primeira preocupação decorrar um texto de 24 páginas o texto maior que havia decorrado era de 15, mas se tornou uma questão de honra decorrar aquilo, muitas vezes eu me sentia incapaz e achei que não ia conseguir fazer aquele papel, NÃO AGORA PAROU EU ESTOU DUVIDANDO DE MIM MESMO NÃO.
Eu lembrei que era capaz de tudo e que nem uma amiga minha disse eu não precisava me sentir inseguro por contracenar com o Zé, até ele mesmo disse, então houve uma vez que estava fudido com minha incapacidade de pegar o personagem que Téo disse que ia dar uma CRG(comida de rabo geral)e falou de faltas atrasos etc. Falou para o grupo que para ele ser ator é vestir a camisa e mesmo com dificuldas estar ali e falou que eu era o exemplo disso para ele, nem preciso dizer que abri o sorriso de orelha a orelha e fui ao céu e comprimentei Jesus Cristo e sugurei na mão Deus.
Aquilo pra mim foi UP que faltava para mim, percebi mas do que nunca que ele acreditava no meu trabalho foi uma aposta altíssima me colocar em cena ao lado de alguém do Nipe do Zé mas vamos lá, não adiantava ele acreditar no meu trabalho eu não ai resolvi me esforçar ao máximo e dar o melhor de mim.
Eu não queria decepcionar o Téo mais do que tudo me decepcionar.
Então no domingo de ramos nos estavamos ensaindo e o Téo deu um intervelo e fui conversar com a Maria uma atriz também muito expereinte que eu sempre pedia dicas então estavamos lá conversando e ela me disse que eu estava ótimo e falando que nem um velho, Ánas tinha 70 anos então novamente nem preciso dizer que abri o sorriso de orelha a orelha e fui ao céu e comprimentei Jesus Cristo e sugurei na mão Deus.
Começamos os ensaios no praça de eventos onde nos apresentamos e no ensaio geral eu estava mas que ansioso no dia anterior o Téo nos disse iriamos fazer três passadas que nada, a equipe atrasou demais e só fizemos uma eu estava, com medo do microfone Red-Set, até comentei com minha amiga Aninha que estava com medo, ela colocou dois dedos entre as minhas sombrecelhas e começou a me dizer palavras maravilhosas, você é um ator decido sabe tudo o que você tem que fazer, você ensaiou e sabe que vai dar tudo certo, isso aqui,o red-set, não e nada.Toda a tensão se foi ela tinha toda razão eu não ia deixar um red-set se maior do que eu, eu era mais ensaios e foi ótimo.
Chega enfim o dia da apresentação fizemos uma passada e tivemos tempo para nos concentrar e todas essas coisas fundamentais fizemos uam reunião com o diretor, um alongamentos e uma energização maravilhosa em grupo.
Eu já tinha acostumado com red-set na quinta ele estva muito apertado e comprimia até o cérebro na sexta ele estva bem mais confortável e eu começei a me achar com aquilo, o microfone da Madonna, gente que emoção até parece aquelas super-produções é demais eu red-set ficamos muito amigos o meu só falhou uma vez no ensaio de sexta que me deixou puto.
Chega enfim a hora apresentação eu estava sentindo dentro de mim uma coisa muito forte, aquela coisa que me dá vontade de fazer teatro sabe uma energia que esta em todas os póros da pele uma sontade de chorar, sorrir ,gritar, pular e ver aquela lua aquele presente.
Antes eu pensei em tudo de ruim que podia acontecer errar texto, esquecer, engasgar, desligar o microfone sem querer,cair do barranco eu sou destrado, mas depois pensei que ia dar tudo certo e deu fiz uma apresentação maravilhosa e me senti satizfeito, quando acobou me deu uma vontade louca de gritar.
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH.
Nossa foi inexplicável depois quando diretor me abraçou eu sentei que eu consegui não decepcioná-lo e não me decepcionei e aceitação foi ótima o galera que assitiu adorou, recebi um scrap que me disse Já és um grande ator nossa estou mais que satisfeito mais do que feliz foi ótimo para mim e uma experiência que nunca vou esquecer.
Valeu a pena evejo que consegui super todas as minhas dificuldades.

5 comentários:

Amigao disse...

Oi amigão, vim retribuir a visita lá no meu cantinho.O seu cantinho também é muito legal.Simples e aconchegante.Gostei.
Li o texto e fiquei contente porque voce conseguiu.
Boa sorte sempre.
Um abração!

NANA disse...

Olá!
Estou retribuindo a visita...
Gostei daqui e principalmente de saber que és um adolescente c/ objetivos e sonhos.
Parabéns por conseguir superar suas dificuldades e ter feito uma bonita apresentação.
Beijos
Boa Sorte!

Fala, Garoto! disse...

Fala, garoto! Parabéns!!!!Lembre-se: se você não acreditar em si próprio, quem o fará por você!
Sucesso! Abs

O Véio disse...

E aí, Jonatas!

Que bom que você já está passando por tudo isso tão cedo! Continue assim, lutador. Afinal, as pessoas mais determinadas passaram por dúvidas como a sua, passaram pelo medo de decepcionar outros ou a si. A diferença dessas pessoas para as comuns, é que elas enfrentaram esses medos. Foram até o fim!

Bem vindo ao grupo de pessoas que fazem a diferença!

Parabéns!


Grande abraço!

;-)

Simplesmente *Ana* disse...

O migão valeu por falar um pouco de mim tambem...
que lindo que você a cada dia que passa enfrenta seus medos e angustias...
Eu estava me sentindo um pouco assim tambem... com um certo receio de fazer a cena e dizer o texto de Veronica, para mim todas as formas que eu fazia eram ruins eu achava!!!
Mas gostei muito de fazer e aprendo tambem que a cada dia que passa a segurança vem aos poucos!!!

bjusss

harmonia pra ti